BIO



“Pianista invulgar pela sua grande generosidade e força emotiva, Vasco Dantas desde muito cedo evidenciou uma personalidade cativante através da força das suas interpretações."

Vasco Dantas Rocha, pianista português nascido em 1992 completou a Licenciatura em Música com “1ª classe & distinção” no London Royal College of Music, sob a orientação do professor russo Dmitri Alexeev e o professor sul-africano Niel Immelman. Terminou recentemente o Mestrado em Performance com nota máxima (1,0) sob a orientação do professor alemão Heribert Koch, na Universidade de Münster (Alemanha) onde foi aceite para uma pós-graduação "Konzertexamen".

Vasco já obteve mais de 50 prémios em concursos internacionais em diversos países, tais como Alemanha, Espanha, Grécia, Malta, Marrocos Portugal e Reino Unido. (Para consultar a lista detalhada de prémios, abra a secção “Prémios”). Em 2015, 2016 e 2017 recebeu o “Grand Prix” no Valletta International Piano Competition (Malta), “Prix Spécial” no Concours International de Piano SAR La Princesse Lalla Meryem (Marrocos), o 3º Prémio no Steinway & Sons Competition (Münster), a "Medalha de Mérito Dourada" atribuida pela Câmara Municipal de Matosinhos, o 1º Prémio no Concurso de Interpretação do Estoril - Festival de Música do Estoril, o Prémio "Fundação Eng. António de Almeida" e uma Bolsa de Estudo da Fundação Richard Wagner e Círculo Richard Wagner Portugal para participar na Bayreuth Festspiel 2016, na Alemanha.

Em Novembro de 2015 estreou-se no continente asiático tocando a solo com a Hong Kong Symphonia no Hong Kong City Hall Concert Hall o Concerto no.1 de Franz Liszt; Em Agosto de 2014 estreou-se no continente americano tocando a solo com a Orquestra Sinfónica do Espírito Santo, em Vitória – Brasil, o Concerto no.2 de D. Shostakovich; Em Maio de 2013 estreou-se no continente europeu com a Orquestra Sinfónica do Porto (Casa da Música), interpretando o Concerto para 4 pianos e Orquestra (em Lá menor), de J.S. Bach; Em Janeiro de 2011 fez a sua estreia como pianista solista, na famosa “Sala Suggia” da Casa da Música, com o recital de abertura do Ciclo de Piano EDP 2011.

Tocou também a solo com orquestras, tais como Hong Kong Symphonia (China), Orquestra Sinfónica do Estado do Espírito Santo (Brasil), Jülich Sinfonieorchester e Junges Sinfonieorchester Aachen (Alemanha), Orquestra Sinfónica do Porto, Orquestra do Norte, Orquestra Sinfónica de Cascais, Orquestra Clássica do Sul e Orquestra Filarmónica das Beiras (Portugal) e já teve a oportunidade de trabalhar com maestros de renome, tais como, Choi Sown Le, Dinis Sousa, Günter Neuhold, Martin André, Nicholas Kok, Nikolay Lalov, Pedro Neves, Peter Sauerwein, Rui Pinheiro e Victor Hugo Toro.



Actuou como pianista e violinista em centenas de eventos, em variadas salas de renome em 15 países diferentes e 4 continentes (ver o mapa acima):

Alemanha - Bonn Schumannhaus, Münster Steinway & Sons Haus, Eurogress Aachen, Steingraeber & Söhne Piano Manufaktur (Bayreuth), Cappella Villa Duria (Düren), Düren Schloss Burgau, Aachen City Church;
Brasil - Teatro Carlos Gomes (Vitória, Brasil), Teatro Municipal de Barueri (São Paulo);
China - Hong Kong City Hall Concert Hall (Hong Kong);
França - Prieuré le Mesnil Saint-Martin (Chapelle du Prieuré); La Chappelle Saint-Lourent (Tours);
Greece - Syggros’ Open Air Theatre;
Itália - Teatro Ventidio Basso (Ascoli Piceno), Teatro Pala Riviera (San Benedetto del Tronto), Igreja de Santo António dos Portugueses (Roma);
Malta - Mediterranean Conference Centre (Valletta);
Marrocos - Théâtre National Mohammed V (Rabat), L'Université Mohammed V (Rabat);
Portugal
 - Todas as principais salas, tais como, Casa da Música, CCB, Palácio Nacional de Queluz, Palácio da Pena, Fundação Gulbenkian, Europarque, Grémio Literário de Lisboa, Ateneu Comercial do Porto, Teatro Helena Sá e Costa, Museu Romântico do Porto, Salão Árabe do Palácio da Bolsa, etc.

Reino Unido - London Steinway Hall, Whiteley Hall, Amaryllis Fleming Concert Hall, Regent’s Hall, Pallant House Gallery.
Russia - Tsarytsino Palace-Museum (Moscovo);
Singapura - Institut of Contemporary Arts, Steinway Piano Gallery;
Spain
 - Mostery Sant Pere de Rodes (Girona), Jorquera Pianos (Barcelona), Teatro de San Agustin (Madrid), Auditório Caixa Nova de Vigo.
Suécia - Palácio Real de Estocolmo.
Tailândia - Embaixada Portuguesa em Bangkok (Bangkok)

Vasco já actuou em diversos Festivais, Temporadas de Música e Ciclos Artísticos um pouco por todo o Mundo:

Alemanha: EPTA Deutschland “Teufelsgeiger und Tastenlöwe” (Bayreuth, 2014), Steinway & Sons Förderpreis 2015 (Münster, 2015), Zitadelle Jülich Konzerten, Season 2015 (Jülich), 75º Anniversary Concert of Jülich Sinfonieorchester (Jülich, 2016), Internationales Stipendiatenkonzert 2016 der Richard-Wagner-Stipendienstiftung (Bayreuth, 2016), Junges Sinfonieorchester Aachen, Season 2016 (Aachen)

Brasil: Temporada 2014 da Orquestra Sinfónica Espírito Santo (Vitória, 2014), Teatro Barueri Temporada 2014 (São Paulo, 2014)
China: “An Evening Concerti” com Hong Kong Symphonia (Hong Kong, 2015)
Espanha: Hammerklavier International Piano Series (Barcelona, 2015), 15th Festival de Música Sant Pere de Rodes (Girona, 2016)
França: “Les Amis du Mesnil Saint-Martin” (Montaut 2013, 2017), Festival de la Chappelle Saint-Laurent (Tours, 2017)
Grécia: 3rd International Piano Festival (Poros, 2011)
Itália: 8th International Piano Festival Ferenc Liszt (San Benedetto del Tronto, 2015), Sant’Antonio dei Portughesi in Roma (2017, 2018)
Malta: Valletta International Piano Festival (2017, 2018)
Marrocos: Le 12e Concours International de Piano SAR la Princesse Lalla Meryem (Rabat, 2016)
Portugal: VI Festival de Música Júnior (Montalegre, 2017), Dias da Música 2017 (Lisboa, 2017), Serões Musicais do Palácio da Pena (Sintra, 2017), XXIV Festival Cistermúsica (Alcobaça, 2016), 51º Festival de Sintra (Sintra, 2016), Orquestra Sinfónica de Cascais, Temporada 2016 (Estoril), Orquestra Filarmonia das Beiras, Temporada 2016 (Aveiro), Ciclo Loulé Clássico com Orquestra Clássica do Sul (Algarve, 2015), Teatro Constantino Nery, Temporada 2015 e 2017 (Matosinhos), Pensar o País com Música de Fundo, (Casa da Música, 2015), 8º Festival de Música da Primavera (Viseu, 2015), Ciclo Novos Talentos (Teatro Rivoli Porto, 2015), As Lições dos Jovens Mestres (Açores, 2015), Orquestra do Norte, Temporada 2015 (Porto), XVIII Semana Internacional de Piano de Óbidos (2013, 2014), Teatro do Campo Alegre, Ciclos de Música (Porto, 2013)
Reino Unido: St Stephen’s Church Rush-Hour Recitals (London, 2013 & 2014), North London Festival of Music, Drama and Dance (London, 2013 & 2014), London Steinway Hall 2013-14 (London, 2014), Regent Hall’s, Lunchtime Concerts 2013-14 (Oxford Street, 2013), St George’s Church, Morning Calm Recital Series (London, 2013), 100 Anos Helena Sá e Costa com Orquestra Sinfónica do Porto (Porto Casa da Música, 2013), Planet Piano, Royal College of Music (London, 2013), Bohemian Dreams, Royal College of Music (London, 2013), St Wilfrid’s Church, Concert Series (London, 2012).
Rússia: Tsaritsyno Museum Music Season 2017 (December, 2017)
Singapura: European International Piano Festival (2018)
Suécia: Musik på Slottet (Stockholm Royal Palace, 2016)

Já participou em inúmeros cursos de aperfeiçoamento de piano e violino com professores conceituados, dos quais se destacam:

- Paul Badura-Skoda;
- Boris Berman;
- Peter Donohoe;
- Artur Pizarro;
- Dmitri Alexeev;
- Heribert Koch;

- Luiz de Moura Castro;
- Álvaro Teixeira Lopes;
- Pedro Burmester;
- Ian Jones;
- John Lill;
- Cristina Ortiz;

- Fausto Neves;
- Phillipe Cassard;
- Andrew Ball;
- Yuri Bogdanov;
- Betty Haag-Kuhnke;
- Sergei Covalenco;

Foi diversas vezes aconselhado pelos Maestros Ivo Cruz e Martin André.


Começou a estudar piano aos 4 anos na escola Valentim de Carvalho no Porto (Portugal), e com 6 anos de idade deu a sua primeira apresentação pública, no Museu do Carro Eléctrico do Porto. No mesmo ano tocou pela primeira vez na RTP1 no programa “Praça da Alegria”.
No ano 2000, foi admitido com distinção no Conservatório de Música do Porto onde estudou com a professora de nacionalidade Sueca, Rosgard Lingardson, e terminou o curso com a nota máxima.

Paralelamente ao piano, aos 7 anos iniciou o estudo do violino, trabalhando com o prof. José Paulo Jesus. Destacou-se nas orquestras “Momentum Perpetuum”, “Jovens dos Conservatórios Oficiais de Música”, Orquestra XXI e na Metropolitana de Lisboa júnior, como concertino.

Com 6 anos tocou pela primeira vez na RTP1. Já tocou ou foi entrevistado pelo New York Times, Düren Zeitung, Aachen Zeitung, RTP1, Antena 1, Antena 2, Porto Canal, Jornal de Letras, Jornal de Notícias, Jornal Maia Hoje, Jornal de Matosinhos, Expressing Music e Revista DaCapo. Gravou por duas vezes em CD a convite da Rádio Galega, e outras duas para a editora KNS Classical com quem lançou já dois discos a solo: “Promenade” (2015) e Golden Liszt (2016),que estão disponíveis online e foram recentemente transmitidos pela Antena 2 (Portugal) e as rádios alemãs MDR Klassik e WDR 3.

Vasco é apoiado pela AVA Musical Editions. 

“Assim é a música, ao nos libertar, prende-nos ainda mais” – Bernt Von Heiseler